O turismo sustentável é entendido, pela OMT (2003), como aquele que satisfaz as necessidades dos turistas, das regiões recetoras ao mesmo tempo que protege e potencia novas oportunidades para o futuro.

Neste contexto, e segundo a OMT (2003), a noção de turismo sustentável deve levar em conta um modelo de desenvolvimento económico que permita:

  • melhorar a qualidade de vida das comunidades anfitriãs;

  • melhorar a qualidade de vida com benefícios económicos e sociais não só para os residentes, mas também para as empresas;

  • promover uma qualidade elevada na experiência do visitante;

  • manter a qualidade do ambiente da qual depende não só a comunidade anfitriã, mas também o visitante;

  • assegurar uma distribuição equitativa tanto dos benefícios como dos custos;

  • encorajar a compreensão dos impactos do turismo no ambiente cultural, humano e material;

  • melhorar as infraestruturas sociais e de cuidados de saúde.


Como forma de promover a sustentabilidade social, cultural, ecológica, económica, espacial e política da atividade turística, no território, a ADRIMAG, entidade promotora e dinamizadora do turismo nas Montanhas Mágicas, decidiu apresentar uma candidatura à Carta Europeia de Turismo sustentável, comprometendo-se, juntamente com os parceiros locais, a cumprir os princípios de sustentabilidade emanados pela mesma, e a implementar uma estratégia e um plano de ação, renováveis a cada cinco anos.

Carta Europeia de Turismo Sustentável
Fórum Montanhas Mágicas